Fassbinder, um workaholic do cinema*

*Publicado na versão impressa do jornal Valor Econômico desta quarta-feira, 6 de junho

O espectador que já se acostumou a ver um filme de Woody Allen estreando por ano talvez não saiba, mas o nova-iorquino não é o mais prolíficos do cinema. O alemão Rainer Werner Fassbinder, morto em 10 de junho de 1982, dirigiu obras-primas como O Medo Consome a Alma e Berlin Alexanderplatz e foi um dos mais produtivos entre os grandes nomes do cinema.

Entre 1966 e 1982, Fassbinder dirigiu 39 longas-metragens; 2 minisséries para a televisão; 3 curtas-metragens e um média; escreveu 21 peças para o teatro, além de ter dirigido outras 12 montagens –  trabalhou como ator em 36 filmes. Sem contar outras funções paralelas nas filmagens (câmera e produção) ou na pós-produção (montador, quando assinava sob o pseudônimo Franz Walsch).

Para servir de comparação na lista dos prolíficos, Woody Allen, de 76 anos, dirigiu 44 longas em 46 anos; Clint Eastwood, de 82 anos, 34 longas nos últimos 41 anos. Fassbinder precisou de 13 anos para realizar 39 longas. Poderiam ser mais filmes caso não tivesse morrido de overdose aos 37 anos.

Continue lendo o texto no site do Valor Econômico.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s