Filme Demência, Fausto e Sokúrov

Num gesto interessante, a Imovision e a Reserva Cultural, de Jean Thomas Bernardini, programaram uma brevíssima retrospectiva de filmes que adaptam ou se inspiram no mito de Fausto, consolidado na obra de Göethe. O gancho é o lançamento em circuito de Fausto, de Sokúrov.

O longa que abriu a retrospectiva na noite deste domingo (será por uma semana em horário fixo, 21h20) foi Filme Demência, de Carlão Reichenbach, que como vocês sabem morreu em 14 de junho.

São 25 anos deste filme. Há aspectos que parecem datados — por exemplo, a ambientação do próprio mito do homem que flerta com o diabo num momento de crise profunda da economia brasileira, os tempos de inflação astronômica.

Por outro lado, algo de muito especial ainda sobrevive: a habilidade que Carlão tinha para aliar sofisticação cinematográfica, citações eruditas e comédia simples e pura, pá-pum, sem enrolação. E como o cinema nunca deixa de bater ponto em seus filmes! Jairo Ferreira encorporando Dreyer é de lascar de rir.

Foi gostoso ver o filme na pequena sala 4 do Reserva. Creio que a Lygia, sua esposa, tenha gostado de ver o lugar cheio.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s