Filme da semana

Nosso Pai (Abouna), de Mahamat-Saleh Haroun

Nosso Pai (Abouna, 2002), de Mahamat-Saleh Haroun, diretor nascido no Chade, mas radicado em Paris, França, há bastante tempo.

Haroun teve seu filme mais recente, Um Homem que Grita, distribuído no Brasil pela Imovision. O longa ganhou repercussão ao abocanhar o Prêmio do Júri em Cannes.

Prefiro, porém, a fantasia e o sonho, a música e os rostos, o cheiro local e a africanidade que Nosso Pai emana.

Haroun vem de um país em que o cinema praticamente inexiste — até 2004 ele era um dos dois diretores de Chade. Um milagre que saia de lá um realizador tão seguro do que quer com o cinema.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s