As mil e uma noites

andarilhos do deserto, el-haimoune, LESBALISEURSDUDESERT3

Muitas coisas chamam a atenção na produção cinematográfica africana. Tal percepção torna ainda mais grave o vazio de reflexão, em especial na crítica, em torno dos filmes, realizadores, correntes estéticas, períodos históricos, contextos de produção etc.

Uma delas é a presença de uma narrativa que rache a ilusão de realidade com elementos pertencentes às histórias fantásticas, os mitos e narrativas enigmáticas antigas que usamos para falar do passado.

Penso especialmente em Andarilhos do Deserto (El-Haimoune/Les baliseurs du désert, 1984), filme que pretendo abordar com mais vagar no curso Multiplicidades do Cinema Africano que ministrarei em março no Sesc Belenzinho. Filme de Nacer Khemir, tunisiano mais conhecido pelos trabalhos como escritor que cineasta. Dirigiu apenas três longas que compõem a Trilogia do Deserto.

Khemir é fã assumido de histórias e contos populares. Penso que é deveras interessante como ele trabalha o elemento visual de tais narrativas em El-Haimoune. Khemir filma o mistério a todo momento: uma fresta, um corpo que passa por entre vãos, uma mulher em silêncio que não temos certeza ser real ou não. Existe o mistério do enredo – um professor vai para uma vila e se vê intrigado sobre os tais andarilhos que só aparecem distantes no horizonte –, mas também como Khemir filma o mistério, a lenda.

São borradas as divisões entre ilusão/imitação de realidade e sonho, narrativa ficcional, contos populares. Não que o tunisiano faça um cinema semelhante ao de Apichatpong Weerasethakul. A fronteira não é bem entre vida e morte, mas sobre como as histórias tradicionais inundam o cotidiano de um local.

O contraste aparece com mais força quando um oficial do Estado tenta investigar o sumiço do professor. Ao interrogar um velho sábio, desabafa: “Pare de falar por enigmas”. Está aí a chave desse filme: uma narrativa feita de enigmas, não de sequências cartesianas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s