Morre João Carlos Sampaio

João Carlos Sampaio durante debate da Mostra de Tiradentes 2014
João Carlos Sampaio durante debate da Mostra de Tiradentes 2014

Deveras complicado e desconfortável escrever algo sobre alguém que fez parte da sua vida. Mas como forma de homenageá-lo, segue abaixo um brevíssimo texto sobre João Carlos Sampaio, crítico de cinema, pesquisador e curador que morreu nesta madrugada, de infarte fulminante, em Recife, enquanto realizava a cobertura do CINE-PE.

Encontrar o João sempre foi garantia de bons momentos. Nem sempre a gente pode dizer isso dos que nos são próximos. Existem os amigos que a gente vê muito porque fisicamente próximos; outros vemos pouco dada a distância, mas a cada encontro surge aquela sensação de sempre estar em casa. Garantia de good times.

João era assim. Não só pra mim, mas para muitos outros que conviveram com ele, em maior ou menor quantidade. A cada encontro em festivais pelo Brasil afora ou quando vinha pra cá, certeza: risos, carinho, abraços, conversas. E mais risos.

Lembro-me de dois episódios que para mim foram muito importantes com João: 1) quando conversamos, a dois, sobre crítica de cinema, numa época em que eu ainda estava, digamos, começando — deve ter sido em 2008 ou 2009. Achei muito marcante a genrosidade e o sentimento de sair renovado; 2) quando ele me apresentou Michelle, que se tornaria uma amiga-irmã. E a cada amigo ou colega dele ao qual me introduzia, sempre fazia um baita preâmbulo a respeito da minha pessoa, exagerando deveras no predicado (foi assim com o Henrique Dantas e com a Annalice também).

Tem mais um episódio também: ele que insistia em me chamar em “Urso Pé de lã” por conta de um filme do Fernando Spencer que assistimos no Cine PE (na verdade, quem fez o comentário foi o Júlio Cavani. João ouviu e ficou tirando sarro de mim desde então). Quem me conhece sabe que eu tenho o costume de tirar os sapatos antes de assistir a um filme e colocar a perna na cadeira da frente.

Escrevendo para o jornal A Tarde (BA), João fazia o importante trabalho de muitas vezes traduzir conceitos, filmes e uma cena de realização deveras conhecida para quem acompanha os festivais (especialmente os mais dedicados a filmes “ousados” — na falta de um termo melhor, emprego esse), mas quase invisível para o chamado “grande público”. Sem contar sua contribuição ao Panorama Coisa de Cinema e na Mostra Cinema Conquista.

João tinha também uma retórica de dar inveja: sua capacidade de defender um filme era ampla. Como ele tem muito carisma, fazia a defesa ferrenha do que entendia como virtudes, mas amantegava com o sorriso, o toque no ombro, o timbre.

E João, pois, morreu. Aos 44 anos, e repentinamente. O que só me faz pensar na inevitável questão: Por quê? Por que morrem aqueles que não deveriam morrer? Por que morrem aqueles que sequer tem idade para morrer?

Mas João morreu. Como morreram recentemente Carlão e a Lúcia Helena Corrêa, pessoas que eu quero bem. O sentimento, agora, é um misto de felicidade por ter desfrutado da amizade do João e tristeza por justamente não mais poder desfrutá-la.

No próximo festival que eu for, quando estivermos dezenas de críticos e jornalistas juntos, eu vou lembrar que João não vai mais estar ali, com a gente.

Mas vou inocentemente torcer pra que ele esteja, de alguma maneira, conosco.

Em 2011, no lançamento do livro Os Filmes que Sonhamos. Da esquerda para a direita: Christian, Paulo Henrique, Sérgio, Marcelo, João, Heitor; sentados: Alex e Fred
Em 2011, no lançamento do livro Os Filmes que Sonhamos. Da esquerda para a direita: Christian, Paulo Henrique, Sérgio, Marcelo, João, Heitor; sentados: Alex e Fred
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s