Tradução: Kendrick Lamar, “Sing about me, I’m dying of thirst”

Tradução por Heitor Augusto e Pedro Ribeiro Nogueira
O rap “Sing about me, I’m dying of thirst” é estruturado num Lado A/Lado B indivisível. No primeiro, “Cante sobre mim”, três vozes distintas tomam a palavra, cada uma em um verso. Na voz 1, o narrador é um amigo de Kendrick, que lembra da morte do irmão por meio de uma ligação de telefone; na voz 2 ouve-se a perspectiva de uma prostituta que, ao contrário da voz 1, não tem o menor interesse em ver sua história compondo a narrativa das letras de Kendrick; na voz 3 é a vez do próprio rapper que entra em cena para dialogar com as angústias das duas vozes.
Na Parte II, “Morrendo de sede”, que é encerrada com uma oração da aceitação de Jesus, retomam-se os versos da música abertura (a aceitação dos garotos) e caminha-se para o encerramento da jornada de um dia no, digamos, romance de formação que é Good Kid, m.A.A.d city: a passagem de K-dot para Kendrick.
Sobre o estilo de tradução, na Parte I, dada a complexidade do esquema de rimas internas e nos finais da frase, priorizamos a clareza da mensagem e, quando possível, optamos por palavras que mantivessem a rima original. Não houve, portanto, possibilidade de respeitar a extensão das frases ou o tempo rítmico – na tentativa de destacar as rimas no Word simplesmente nos faltaram cores na edição para acompanhar tamanha diversidade fonética. Já na Parte II, contudo, como a batida é mais rápida, as sentenças mais curtas e o padrão de rimas mais rústico, nos foi mais factível manter a maioria das rimas e o ritmo.
Como você perceberá caso tenha algum conhecimento de inglês, o nosso estilo de tradução é mais livre, tomou algumas liberdades interpretativas, buscou respeitar gírias, evitar uma escrita higienizada e vez ou outra topou “trair” a correspondência literal de uma palavra em prol da força poética.
Boa leitura!

Parte I – Cante sobre mim

[Intro/Refrão]

Quando as luzes se apagarem
E chegar a hora de sossegar
Minha maior preocupação:
Me prometa que você vai cantar sobre mim
Me prometa que você vai cantar sobre mim

Eu quero dizer que quando as luzes se apagarem
E chegar a hora de sossegar
Minha maior preocupação:
Me prometa que você vai cantar sobre mim
Me prometa que você vai cantar sobre mim

[Verso 1]

Acordei hoje cedo e pensei em te ligar
Se amanhã eu não estiver aqui pra falar, espero poder roubar
um pouco de paz pra mente, estou carente do que realmente importa
Minha mente é distorcida, encontro só problemas na minha vida
Tenho sorte de você acreditar num sonho
Esse orfanato que batizamos de gueto tem uma bela rotina
E ontem à noite foi só mais uma distração ou uma reação
ao que consideramos loucura, sei exatamente o que aconteceu
Você correu pra fora quando escutou meu irmão pedir ajuda
Segurou ele como um recém-nascido e fez que ele sentisse
que tudo ficaria bem e ele também tentou resistir
Mas o calibre da bala foi maior que sua vontade
O sangue escorria em suas mãos, eu só pensava em vingança
Todo mundo é vítima no meu entender
Eu no volante é tipo balada da morte, o mundo lá fora vira puro breu
Um demônio colado nas minhas costas sussurrando “Pega eles”
E eu peguei e tô pouco me fudendo
Essa mesma mentalidade dizia pro meu irmão não ficar se escondendo
Na verdade é uma viagem como a gente viaja nas cores [1]
Me pergunto se algum dia descobrirei uma paixão como a sua e recuperarei
a vida que conhecia de pivete de pijama e macacão
Quando troveja significa que vai cair canivete
Os vacilão que nem eu nunca prosperam
Prognóstico de uma criança-problema, orgulhosa e devotada
Tenho espírito de gangue [2] nas veias desde sempre
Então pra sempre irei vivê-lo, onde for, quando for
E eu te amo porque você amou meu irmão pra valer
Prometa-me que você vai contar essa história quando você vencer
E se eu morrer antes do seu álbum sair espero que.. (sons de tiro)

[Refrão]

Me prometa que você vai cantar sobre mim
Me prometa que você vai cantar sobre mim

Eu quero dizer que quando as luzes se apagarem
E chegar a hora de sossegar
Minha maior preocupação:
Me prometa que você vai cantar sobre mim
Me prometa que você vai cantar sobre mim

[Verso 2]

Você colocou uma canção sobre minha irmã na sua fita
E a chamou de Section 80 [3], a mensagem lembrava “Brenda’s Got a Baby”
O louco é que eu tava escutando
mas duvidando da sua ignorância, como você pôde colocar ela no fogo, e porra
Julgando o passado dela, e porra, isso agora é meu futuro
O cafetão dela agora tá correndo atrás do meu rabo, e porra
Vou tá precisando daqueles quarenta conto mesmo se for
dando, chupando e mamando no estacionamento do
Gonzales Park; um homem casado, pai de três filhos me segue
Minhas tetas balançando na cadência do tilintar das suas chaves
Na real ele é meu preferido porque me dá bala de gorjeta
Ele tem um primo chamado David, vi ele semana passada
Essa é a vida de mais uma garota quebrada pelo sistema
Dessas famílias de criação eu escapei, não sinto saudade
Sabe, meus hormônios escaparam e se eu conseguir por de volta
na posição certa aí eu vou tá na estica
de um gene de família que ensina as mulheres a serem mulheres
Melhor ainda, uma líder, você precisa dela pra aprender algo
Aí você precisa bater nela, assim fui ensinada
Três malucos num quarto, a primeira vez que fui jogada
Tô cansada, vai se fuder com esse seu “Sinto muito pela sua perda”
Minha irmã morreu em vão, que ponto você quer provar
se você não calça o salto que calço? Vou esperar,
sua tréplica demorou a chegar
E quando você lançar teu CD, faça o favor de não me colocar na letra
Porque não preciso de mais atenção, já atraio por mim mesma
E na real, te falei que estou me sentindo fisicamente ótima?
Um atestado médico é perda de tempo, sei que estou limpa
Devo viver mais do que você e nunca vou desaparecer
Nunca vou desaparecer, nunca vou desaparecer, conheço minha sina
Tô na pista pra ganhar uma fatia do bolo, vou conseguir ou morrer tentando
Estou mirando qualquer homem que esteja por aí comprando
Você tá enganando geral, dizendo que pode ajudá-los
ao contar minha história, você pode me ajudar é vendendo minha boceta, mano
Não me deixa falando, mano, vai se fuder com essa tua glória, mano

[Refrão]

Quando as luzes se apagarem
E chegar a hora de sossegar
Minha maior preocupação:
Me prometa que você vai cantar sobre mim
Me prometa que você vai cantar sobre mim

Eu quero dizer que quando as luzes se apagarem
E chegar a hora de sossegar
Minha maior preocupação:
Me prometa que você vai cantar sobre mim
Me prometa que você vai cantar sobre mim

[Verso 3]

Às vezes me olho no espelho e pergunto
Eu realmente tenho medo de morrer? Se acontecer espero ouvir
um clamor tão alto do céu que possa aguar um demônio
Com o Espírito Santo até ele se afogar no sangue de Jesus
Escrevi uns rap da minha história de vida,
fedendo à morte, que garantem que minha sorte
pode logo me levar pro lado de lá, e se eu for condenado
Que o ventre de minha mãe por muitas luas seja abençoado
Meu sofrimento é de matar e a cada dia que passa meu reflexo no espelho
fica mais difícil de encarar, amarro meu estômago em nós
Não sei por que estou tão apaixonado pela morte
Minha mente certamente agrava os perigos
que podem vir à tona, porque a fala tem muito poder
E eu posso fazer uma lista dos seus favoritos que bancam
Talvez porque eu seja um sonhador e o sono é parente da morte
Realmente estou mesmo preso nesse esquema de saber quando vou descansar
E você tá certo, seu irmão foi um irmão pra mim
E a situação da sua irmã foi uma que me empurrou
na direção de falar sobre algo mais real do que a tela da tevê
Pra você ver, não tinha a intenção de ofender ou me meter
na vida dela, eu tava tipo “isso precisa ser contado”
Amaldiçoar a vida de vinte gerações indo atrás da alma dela
É o que seguiria rolando se eu não continuasse rimando
Ou automaticamente distraído por grana, drogas e .45,
eu conto vidas em cada canção
Mire o fraco e chore, ore que um dia será forte
Lutando pelo que é direito mesmo quando está errado
Espero que ao menos um de vocês cante sobre mim quando eu me for
Eu valho?
Foi bastante o meu trabalho?

[Refrão]

Me prometa que você vai cantar sobre mim
Me prometa que você vai cantar sobre mim

Eu quero dizer que quando as luzes se apagarem
E chegar a hora de sossegar
Minha maior preocupação:
Me prometa que você vai cantar sobre mim
Me prometa que você vai cantar sobre mim

(Me prometa que você vai cantar sobre mim para sempre
Me prometa que você vai cantar sobre mim para sempreeee
Me prometa que você vai cantar sobre mim para sempre
Me prometa que você vai cantar sobre mim para sempreeee
Me prometa que você vai cantar sobre mim para sempre
Me prometa que você vai cantar sobre mim para sempreeee)

[Skit]

(ao telefone)

Mano, o irmão do parça… mano, bem aqui, ele já era, mano, ele já era!… Mano, eles mataram o irmão dele, véio. Tipo, a gente tava aqui na esquina, cara… tá, mano… aí eles vieram… tá, falou, me liga depois, cara, me liga…

– E aí, qual vai ser? Que que a gente faz? Cara, vamo voltar lá agora, mano. Tipo, véio, tô pouco me fudendo, cara, vamo voltar lá agora mesmo!
– Porra! Tô cansado dessa merda! Tô cansado de ficar nesse corre, de saco cheio desse caralho! Meu irmão, parça!

Parte II – I’m dying of thirst (Estou morrendo de sede)

[Verso 1]

Cansei de correr, cansei de caçar
Meu próprio povo não quer recuar
Pneus cantando, piloto a milhão
Mãos no volante, quem disse que a gente não tava
morrendo de sede, morrendo de sede, morrendo de sede

[Verso 2]

Biqueira na esquina, olha lá o legista
Uma filha morta, sua mãe de luto
Balas perdidas, balas de AK
Um milagre à espera, mas não conseguiram
ressuscitá-la, quem é que gravou?
O canal local, as câmeras miram
Difícil canalizar sua energia quando você sabe que tá quebrado
Um pente em L, destruiu seu chandelle
Sou como o Tre do Cuba Gooding [4]
Sei que sou bom nisso
Morrendo de sede, morrendo de sede, morrendo de sede

[Verso 3]

Quantos pecados? Passei a cota
Quantos pecados? Perdi a conta
Sonhando em jogar como o Spalding,
ricocheteio murcho [5]
A morte me chama, minha boca tá seca
Dinheiro é poder (dinheiro é poder)
O vosso é nosso
Deite com um X9, morra com um covarde
Espero que fiquemos ricos, como uma torre
Sobre a cidade com vaidade, o som no talo
A mesma canção, uma flor negra
Vou te mostrar como tingir sua sede, tingir sua sede, tingir sua sede

[Verso 4]

Que estamos fazendo? Quem estamos enganando?
O inferno é quente, o fogo é aparente
Queimar eternamente, a volta do estudante
que não aprendeu a viver com virtude, só como atirar
Cansei de correr, o coro canta,
diz “Chega mais”, nois mente que vai
Agora de volta à ação, carregando as armas na
traseira da Buick, sua quebrada em treta, e a treta é bang
Não tem papo
Todos os meus primos, é hereditário
morrendo de sede, morrendo de sede, morrendo de sede

[Verso 5]

Muitos pecados, passei a cota
Alguém me mande um poço pra seca
Veja, tudo que sei é tomar nota
Em dar de barato essa vida, barato, se provocar
Meus melhores dias são os estressantes
(Pai, perdoa-me por todos os meus pecados porque não sei…)
Meus melhores dias são os estressantes
Digo “Foda-se o mundo”, minha escrava sexual
Dinheiro, mulher e grana, qual será minha próxima gana?
O quer que seja, será minha próxima cama
Cansei de correr, cansei de correr
Cansei de tombar, cansei de correr
Cansei de tombar
Minha mãe dizia
“Fale com o pastor, por favor me prometa
E se hoje fosse o Arrebatamento e você completamente maculado?
A verdade vos libertará, então pra ser completamente honesto
Você tá morrendo de sede, você tá morrendo de sede
Então banhe-se daquela água e rogue pra que funcione”

[Skit]

– Porra! Cansei dessa merda! Cansei de ficar correndo, vai se fuder esse caralho! É o meu irmão, porra!
– Mocinho, venha aqui falar comigo! É o que eu estou pensando?
Estou certa de que não é o que eu estou pensando
Por que tão raivosos? Vocês rapazinhos estão morrendo de sede
Sabe o que isso significa? Que vocês precisam de água, água santa
Vocês precisam ser batizados com o espírito d’O Senhor
Vocês querem aceitar Deus como seu Salvador? Então repitam:

“Senhor Deus, eu venho a Ti, como pecador que sou,
e, humilde, arrependo-me de todos os meus pecados
Creio em Jesus como Nosso Senhor
Creio que o Senhor fez com que Jesus ressurgisse dos mortos
Rogo que Jesus tome entre em minha vida
e que Ele seja meu Senhor e Salvador
Recebo Jesus, que ele tome minha vida em suas mãos
E que a mim seja concedido viver em Sua companhia até o fim dos meus dias
Obrigado Senhor Jesus por salvar-me, cobrindo-me com seu sangue sagrado
Em nome de Jesus, amém!”

Pronto, lembrem-se deste dia: o início de uma nova vida
Sua vida DE VERDADE [6]

[1] A primeira leitura possível é que se tratam das cores que identificam a qual gangue uma pessoa pertence, já que esse é um tema que aparece em muitas das músicas de Kendrick. Uma outra leitura é a de que o rapper se refere também a cores num sentido racial.

[2] “This piru shit”. “Piru” é uma referência a Pirus Street Boyz, uma das mais famosas gangues de Compton, Califórnia, de onde é Kendrick. A gangue é referenciada no primeiro verso de uma outra canção do mesmo álbum, “m.A.A.d city”: “If Pirus and Crips all got along/they’d probably got me down by the end of this song” – “Crips” se refere a Compton Crips.

[3] Aqui Kendrick faz um trocadilho com “Section 8”, expressão que designa moradia popular, com “80”, a década na qual o rapper nasceu e sobre a qual faz outra referência na canção “Ronald Reagan Era”.

[4] Referência ao personagem de Cuba Gooding Jr, Tre Styles, em Boyz n the hood, filme de 1991 dirigido por John Singleton. Um dos ícones do “hood films”, ou “filmes de quebrada”, também é ambientado em Compton.

[5] Impossível de traduzir esse trecho sem perder força estética. “Dreams of balling like Spalding/ But only shotty bounce”. “Spalding” é em referência à marca oficial da bola utilizada na NBA. “Bounce” é tanto o “quique” como “ter habilidade, malemolência”. “Shotty” se refere a “shotgun”, ou “espingarda”.

[6] Livre tradução de uma das versões norte-americanas da oração para aceitar Jesus como salvador. No Brasil o texto “padrão” é um pouco mais extenso.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s